“… sou Christina Motta e você provavelmente você já conhece a escultura do Tom Jobim, no Arpoador, o Cazuza, no Leblon, o Tim Maia, na Tijuca, os Três Pescadores e a Brigitte Bardot, em Búzios, ou o Homem na Chuva, no Parque do Povo, em São Paulo e muitas outras por aí…”

BRIGITTE BARDOT

“Vinculo o trabalho da Chris à questão cultural buziana. Com Chris, Búzios é elevada a um patamar de conteúdo cultural. E a construção da identidade de Búzios passa pela cultura. Chris está vinculada também à divulgação desta identidade cultural pois suas obras, entre elas Os Três Pescadores e Brigitte Bardot, são veiculadas no mundo inteiro.” Mario José Paz GRAN CINE BARDOT

Christina é uma bruxa do bem. Quando trabalha se modifica. Dê a ela a espátula, a argila e prepare-se para uma experiência única. Ela é o Michelangelo de Búzios.” Octavio Raja Gabaglia ARQUITETO

Vídeo da inauguração da ESCULTURA EM HOMENAGEM A FLÁVIA ALESSANDRA em Arraial do Cabo RJ
Carlos Drummond de Andrade
Paul McCartney e HOMEM NA CHUVA (PARQUE DO POVO SÃO PAULO)
Site CHRISTINA MOTTA https://christinamotta.com.br/pt_BR/

Acho que os adjetivos dedicados às obras da escultora Christina Motta já se esgotaram. Indescritíveis. Quanto à amiga, está sempre de bom humor, nos faz rir a todo momento, muito criativa e aguçada. Imperdível.Monica Orberg COLECIONADORA

CHRISTINA MOTTA em sua residência de Búzios
CHRISTINA MOTTA

Christina Motta nasceu em São Paulo Brasil, em 1944.

Começou a se interessar por escultura aos 13 anos de idade. Passou, porém a se dedicar inteiramente à essa arte depois de uma viagem a Londres em 1970, onde ela acabou morando durante 21 anos. Nessa cidade ela conheceu e foi muito influenciada pela renomada escultora Karin Jonzen com quem trabalhou durante muitos anos.

Em 1978, ela começou a participar de exposições em Londres, entre outras, na Alwyn Gallery, na companhia de famosos escultores ingleses, tais como Henry Moore, Barbara Hepworth e Lynn Chadwick. Mais tarde ela também participou de diversas exposições em Londres e na Holanda.

Em 1992, Christina voltou para o Brasil onde passou a morar em Búzios, RJ.

Foi então que ela criou a primeira de muitas esculturas públicas como a da atriz francesa Brigitte Bardot. Um ano mais tarde ela fez a escultura dos três pescadores puxando uma rede à beira mar. Em 2015, esta obra foi escolhida por um site internacional, como uma das “26 mais bonitas esculturas do mundo” na categoria de obras relacionadas com a história da cidade.

Atualmente, ela tem esculturas em espaços públicos em vários estados do país.Talvez, uma das mais conhecidas seja a de Tom Jobim na praia de Ipanema no Rio de Janeiro.
Em 2003, um artigo publicado na revista de arte “Ventura” disse, entre outras coisas, o seguinte sobre seu trabalho:

“...E ai chega Christina Motta, que transpõe para suas esculturas não só a beleza dos tempos vividos, como o doce encanto de cada momento dedicado a cada uma de suas peças.

Seus trabalhos, expostos no Brasil, na Inglaterra, nos Estados Unidos e no Japão, levam a marca do seu tempo e curiosamente a marca de tempos e personagens desconhecidos.

No Rio de Janeiro, na cidade de Búzios ou em São Paulo, as esculturas de Christina permitem aos circunstantes uma natural intimidade com Brigitte Bardot, com o desconhecido sob um guarda chuva, ou com três pescadores num fim de tarde.

Nas imagens das crianças (de todas, em qualquer tamanho) impossível cada um de nós não retornar aos tempos felizes de nossa infância, proporcionando-nos em cada figura uma cintilante visita à lembrança de um antigo amigo ou amiga.

E por oferecer com seus delicados instantes de êxtase e reflexão, Christina Motta merece o agradecimento de todos os que de forma direta ou indireta passam a fazer parte do seu mundo.”